“Não responderei a criminosos por ora soltos”, diz Bolsonaro

0
17

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a atacar seus opositores políticos. Na noite deste sábado (09/11/2019), destacando a foto do ex-candidato à presidência Fernando Haddad atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba (PR), Bolsonaro escreveu: “Não responderei a criminosos que por hora estão soltos”. 

À tarde, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, seguiu a mesma linha. “Não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas”, publicou, na mesma rede social.

As postagens são reações ao discurso de Lula no ABC Paulista. Depois de ser solto nessa sexta-feira (08/11/2019), o líder petista atacou vários aspectos do governo Bolsonaro. Em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos, nesta tarde, Lula disse que o presidente da República governa para “milicianos” e chamou o Moro de “canalha”. 

Enquanto juiz da Lava Jato, Moro foi responsável pela condenação do petista no caso do triplex no Guarujá (SP) e foi quem determinou a prisão do político após a conclusão do julgamento em segunda instância pelo TRF-4.

No Palácio da Alvorada, o atual mandatário do Brasil disse que Lula “continua com todos os crimes nas costas”. Pela manhã, publicou no Twitter: “Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria […] Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”. 

O post “Não responderei a criminosos por ora soltos”, diz Bolsonaro apareceu primeiro em Metrópoles.