Metroviários decidem manter greve e os problemas com o metrô continuam

    0
    308

    O Sindicato dos Metroviários do DF (Sindmetrô-DF) decidiu manter a greve por falta de acordos com a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal, responsável pelo funcionamento do metrô. A decisão foi tomada após assembléia realizada na segunda-feira (19/12), na Praça do Relógio (Taguatinga).

    Segundo o diretor de comunicação do sindicato, Anderson Pena de Oliveira, não houve proposta por parte da Companhia e os metroviários foram ameaçados de terem os pontos descontados pelos dias que não foram trabalhados. “A greve começou no dia sete, já chegamos no dia 20 e até agora eles não mostraram interesse em fazer acordo. Isso quer dizer que você (Metropolitano) não se importa com os funcionários, a greve e nem com a população”, reclamou.

    A Metropolitano confirmou, na manhã desta terça-feira (20), que vai cortar o ponto dos grevistas.

    Greve
    A categoria decidiu parar por tempo indeterminado em assembléia realizada na quarta-feira (7/12). Os metroviários reivindicam o cumprimento do acordo coletivo e melhorias dos benefícios. A categoria afirma que não tem gratificações e reclama que recebe benefícios menores que os de outras empresas públicas do DF. “A greve poderia ter acabado hoje (ontem), mas sem acordo, permanece por tempo indeterminado”, avisou.

    Nesta quarta-feira (21) outra assembleia será realizada na Praça do Relógio às 20h.

    Artigo anteriorMaior parte dos acidentes ocorre entre o fim da tarde e meia-noite
    Próximo artigoGoverno do DF anuncia investimento de R$ 778 milhões para obras públicas