Polícia revela nove casos de abusos sexuais em hospital do Paranoá

    0
    492

    abusoO técnico de enfermagem Rafael Machado do Nascimento trabalhava no Paranoá desde 2009: denunciado pelo DNA e reconhecido por tatuagem.A Polícia Civil do DF investiga nove abusos sexuais cometidos por dois servidores do Hospital Regional do Paranoá, que teriam ocorrido nos últimos dois anos. Peruano naturalizado brasileiro, Humberto Orellana Quinteros, 51 anos, ginecologista afastado do trabalho por causa do inquérito, aparece como suspeito de oito crimes. A acusação é de ter molestado pacientes durante exames de rotina. O caso mais recente ocorreu em 26 de junho e envolve o técnico de enfermagem Rafael Machado do Nascimento, 31. O profissional dopou uma paciente no centro cirúrgico e a atacou enquanto ela estava inconsciente. As denúncias contra os dois funcionários do hospital não têm relação, segundo a polícia.

     

     

     

     

    fonte:correioweb

    Artigo anteriorDiscussão entre Champignon e a mulher dele antecedeu tiro, diz polícia
    Próximo artigo10° edição da copa RA-RA