Trânsito: Multas sobem até 10 vezes

    0
    231

    transito

    Hábitos arriscados ao volante, como ultrapassar pelo acostamento, vão sair mais caro para os motoristas a partir do dia 1º de novembro, quando entram em vigor os novos valores das multas sancionados em maio pela presidente Dilma Rousseff.

    As ultrapassagens pelo acostamento, comuns nas rodovias interestaduais, por exemplo, ficarão mais de sete vezes mais caras: passarão dos atuais R$ 127,69 para o valor R$ 957,70 – em um aumento de 650%…

    O maior encarecimento, porém, é das ultrapassagens perigosas – para os motoristas que trafegam em pista simples e forçam a passagem entre veículos que seguem em sentidos opostos.

    Esse tipo de “barbeiragem”, que costuma forçar o outro motorista a sair da pista para evitar um acidente, fica dez vezes mais caro, saltando dos atuais R$ 191,54 para R$ 1.915,40 – mesmo valor por dirigir alcoolizado, pela Lei Seca.

    O mesmo valor será aplicado para os motoristas que forem flagrados disputando corridas em vias de tráfego comum – os chamados “rachas” – ou participando de competições de arrancadas ou derrapagens nas ruas – quem promover as competições clandestinas pagará a mesma multa.

    Em caso de reincidência em 12 meses, as multas serão dobradas.

    Hábito mortal

    Os infratores também ficarão sem poder dirigir por até um ano.

    De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), ultrapassagens perigosas são responsáveis por 5% dos acidentes em rodovias, mas causam 40% das mortes – foram 45 mil em 2012, em um aumento de 37% em dez anos.

    Fonte: Jornal Destak – 23/10/2014 – – 09:57:14
    Artigo anteriorRenda média das famílias do Sudoeste e da Octogonal é de R$ 14,9 mil
    Próximo artigoGDF:14% das secretarias são extintas