Parados há quase um mês, professores da rede pública fazem greve de fome

    0
    231
    Em greve há quase um mês, os professores da rede pública não se intimidaram com a decisão da Justiça de aumentar o valor da multa sobre os dias parados e decidiram permanecer de braços cruzados. A penalidade passou de R$ 100 mil para R$ 400 mil diários pelo não comparecimento dos profissionais às salas de aulas. A medida não é a única que afeta a categoria. O corte de ponto também continua autorizado, e os pagamentos pelos dias parados só serão efetivados após a apresentação de um cronograma de reposição.
    Artigo anteriorUmidade e temperatura prometem cair nos próximos dias no DF
    Próximo artigoTestemunha fala ao Correio sobre como encontrou o bebê morto no Lago