Tiros no Hospital de Ceilândia após briga com sindicato

    0
    234
      Três representantes do Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal (Sindesv) estiveram no Hospital de Ceilândia após uma denúncia de assédio contra o supervisor dos vigilantes, que estaria implicando com colegas de profissão. A confusão teria começado quando Genilton, o supervisor dos vigilantes discutiu com o sindicato por motivos pessoais, pegou a arma e atirou em direção aos membros do sindicato no posto médico ambulatorial do HRC. Segundo informações preliminares, ninguém foi atingido. O diretor do sindicato, Amarildo da Silva, envolvido na situação, conta que foi ao hospital com o intuito de conversar e orientar Genilton.
    Artigo anteriorAcidente envolvendo 8 veículos congestiona trânsito na Estrutural
    Próximo artigoBrasília Ice Park faz programação com atrações inspiradas em anos 1980