Amigos relembram sonhos e planos da jornalista Maria Vanessa

    0
    144
     O 12º andar de um edifício próximo ao Parque da Cidade ganhou tons frios depois do assassinato de Maria Vanessa Veiga Esteves, na noite de terça-feira. O colorido fashion da “Lady”, como era apelidada, ficará na memória dos funcionários da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. Saem de cena a garrafa d’água cor-de-rosa-choque e a letra cursiva bem desenhada nos post-it para dar lugar ao vazio e à revolta de perder uma amiga para a violência. Leia mais notícias em Cidades  Entre as paixões, a jornalista enumeraria arte, música, gatos e plantas.
    Artigo anterior500 mil livros estão presos em depósito à espera de licitação no MinC
    Próximo artigoMaconha era cultivada em área da Floresta Nacional de Brasília