Conselho pede investigação sobre curso de formação de agente penitenciário

    0
    156
     Representantes dos direitos humanos querem que o governo do Distrito Federal investigue um vídeo gravado durante o curso de formação de agentes penitenciários realizado pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe). Nas imagens, compartilhadas em uma rede social por parentes de detentos, uma agente em formação canta, diante dos colegas de curso, uma versão da música Despacito (que vira Dê castigo) e, entre outras coisas, chama os detentos de burros e menciona o uso de armas letais e de gás nas celas (assista abaixo). “Vou pronto para a intenvenção / Tiro, gás, pimenta, extração / Tu não mexe comigo, sou operacional / A bala é de borracha mas tenho letal”, diz um trecho da letra. Em outra parte, a muher canta “Preso é muito burro e gosta de correr perigo /Tirando minha paciência, fazendo tudo que é proibido”, e também: “Vou dar geral daquele jeito que você sabe / Vou ver quanto gás na cela cabe”.
    Artigo anteriorBrasília recebe evento para debater as normas de trânsito com o judiciário
    Próximo artigoPM detém dois suspeitos de terem atirado em policial civil no Guará