Incêndio na virada do ano mata ao menos 30 macacos em zoo alemão

0
275

Um incêndio na madrugada desta quarta-feira (01/01/2019) atingiu a jaula dos macacos de um zoológico no oeste da Alemanha e matou mais de 30 animais.

As primeiras investigações da polícia apontam que “balões chineses”, tipos de fogos de artifício proibidos na Alemanha, mas ainda muito populares durante o réveillon, teriam causado a tragédia no zoológico da cidade de Krefeld.

“Nossos maiores medos se tornaram realidade”, escreveu nas mídias sociais a administração do zoológico. “Nenhum animal sobreviveu no santuário dos macacos. Uma tragédia inacreditável.”

Apenas dois macacos sobreviveram às chamas, segundo informou o zoológico, corrigindo a informação inicial. Os bombeiros conseguiram salvar uma jaula anexa só para gorilas, que tem sete animais e não foi atingida.

No entanto, a imprensa alemã noticiou que Massa, de 48 anos, o mais velho gorila-das-montanhas do programa europeu de reprodução de espécies ameaçadas de extinção, morreu nas chamas. Entre os animais mortos há ainda chimpanzés e orangotangos.

A Alemanha é o maior importador de fogos de artifício da União Europeia (UE). E seu uso – para muitos, excessivo – é alvo de debate anualmente no país.

“O luto é enorme, estamos vivendo um trauma”, disse um funcionário à imprensa local. “Dois dias atrás, nós fomos ao zoológico, nos despedimos do Massa e dissemos que esperávamos voltar a vê-lo – afinal, ele já era tão velho”, afirmou, por sua vez, um visitante frequente do zoológico.

O santuário dos macacos em Krefeld foi criado em 1975 e se tornou, ao longo dos anos, o lar de orangotangos, chimpanzés e gorilas, entre outros animais.

A polícia expressou sua consternação via Facebook e Twitter: “Apesar de todo profissionalismo, nós também estamos emocionalmente abalados por tanto sofrimento dos animais. Nossos pensamentos também estão com os funcionários do zoológico. Estamos ajudando no que podemos”.

Após a tragédia no zoológico de Krefeld, a Associação Alemã para a Proteção de Animais criticou as consequências negativas do uso de fogos de artifício no Ano-Novo para os animais e exigiu a criação de zonas de segurança. “Estamos chocados. Se os fogos de artifício realmente causaram o incêndio, seria uma prova das consequências terríveis que essa prática descontrolada pode ter.”

Várias cidades alemãs, incluindo Munique e Hamburgo, proibiram o uso de fogos de artifício pelos cidadãos em meio a preocupações com o perigo para as pessoas e com o impacto no meio ambiente. Uma pesquisa recente realizada pelo instituto Forsa constatou que 59% dos alemães apoiariam uma proibição total.

O post Incêndio na virada do ano mata ao menos 30 macacos em zoo alemão apareceu primeiro em Metrópoles.