Cantora do DF responde, com música, noiva que a mandou alisar o cabelo

0
32

“No palco levantou a cabeça, nem quis saber de plateia. Fechou os olhos e na dança se encontrou. E naquilo que era para si, abriu os olhos e para o mundo se apresentou.” Assim termina a música que a cantora Laís Raquel Teodora de Abreu compôs para representar uma situação triste que viveu nas últimas semanas. A jovem de 22 anos, moradora do Distrito Federal, foi vítima de racismo por parte de uma noiva, que contrataria seus serviços apenas se ela alisasse os cabelos.

O caso, mostrado pelo Metrópoles, revoltou as pessoas, mas serviu também, no melhor estilo de “males que vêm para o bem”, como uma forma de divulgar o talento de Laís. Agora, com mais de 4 mil seguidores em sua conta do Instagram, ela tem tentado aproveitar a situação para mostrar seu talento.

Apesar de ainda ser jovem, a artista começou a cantar cedo, aos 7 anos de idade, na igreja em que frequentava. Atualmente, ela é contratada de uma empresa especializada em apresentações em cerimônias e eventos. Geralmente, Laís se apresenta ao estilo voz e violão. 


0

Como grande parte dos artistas em começo de carreira, Laís precisa unir o trabalho como cantora a outras atividades para conseguir sobreviver. “Sou professora de musicalização, dou aula em escolas. Mas, por conta da pandemia de Covid-19, que fechou os centros de ensino, estou cuidando da filha de uma amiga. Como cantora, ainda não consigo completar a minha renda”, lamenta. Outro entrave causado pelo coronavírus é que bares e restaurantes com música ao vivo não podem permitir apresentações, reduzindo ainda mais as oportunidades.

Laís também é compositora, com faixas voltadas para os estilos indie e reggae. “Uma das minhas músicas que escrevi de que mais gosto é a Dança da Vida. Nela, falei para as pessoas conquistarem o espaço delas com a própria música”, explica. No entanto, a jovem sabe que, até construir seu nome no mercado, precisa se adaptar a algumas demandas. “Não sou muito fã do estilo ‘casamenteiro’”, confessa. 

Ouça Dança da Vida:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por LAÍS RAQUEL (@laisraquelon) em

Caso de racismo

Apesar de o episódio de racismo que sofreu por parte da noiva ter sido o primeiro em sua trajetória profissional, Laís revela ter enfrentado situações parecidas durante toda a vida, inclusive dentro de casa, com pressão de familiares para “alisar o cabelo”.  

Qualquer pessoa que se considera negra e tem cabelo crespo já passou por isso, mas não percebe. Meu cabelo foi rejeitado pela minha própria mãe. Eu falei para ela, quando era criança, que eu queria que meu cabelo ‘mexesse’, e aí ela foi e alisou. Eu achava que era mais bonita dessa forma. Minha família sempre fala que eu fico mais bonita de cabelo liso

Laís Raquel


0

A jovem, que negou o trabalho por conta do pedido da noiva, comentou que a situação ocorreu no momento certo: “Se fosse antes, eu teria alisado com toda a certeza. Fiquei uma semana inteira pensando nisso, refletindo sobre o fato. Eu me posicionei por outras pessoas, não aceitei aquele tipo de coisa. Me coloquei no lugar dos outros”, completa. 

Na certeza de que “a lei do retorno resolve tudo”, Laís decidiu não denunciar o caso de racismo nem divulgar o nome da noiva. Em vez disso, escreveu mais uma música, continuação de Dança da Vida. 

Ouça:

“Eu estou pensando que as coisas estão acontecendo quando têm que acontecer, não estou me importando se não me chamarem por conta do cabelo. Minha maior alegria é me falarem que eu inspirei elas, as histórias têm trazido um impacto muito grande para mim”, ressalta a jovem.

Sobre seus próximos planos para a carreira, Laís garantiu que pretende viver apenas da música e acredita estar realizando um sonho: “Eu queria gravar minhas faixas, pelo menos as duas últimas, e começar a cantar em outros lugares. Eu quero muito viver disso. É um sonho desde a infância. Ontem, olhei para tudo isso [que está acontecendo] e pensei que sonhava em dar entrevistas, e, quando caí na real, está tudo se realizando. Há males que vêm para o bem!”, conclui.

O post Cantora do DF responde, com música, noiva que a mandou alisar o cabelo apareceu primeiro em Metrópoles.