Chandelly Braz fala de bullying com seu nome e relação com Humberto Carrão

0
16

A atriz Chandelly Braz, atualmente no ar na reprise de Haja Coração, revelou como é se rever na pele da ambiciosa Carmela. “Assistir à novela agora com ela pronta é mais gostoso. Não há aquela responsabilidade nem aquele olhar crítico de gravar e logo em seguida ver uma cena no ar e pensar se poderia ter feito melhor”, afirmou, em entrevista à colunista Patrícia Kogut.

Na trama das 19h, a personagem de Chandelly é capaz de prejudicar a própria família para se dar bem. “Para mim, foi uma diversão. E eu estava muito bem acompanhada em cena. Marisa (Orth) sabe fazer rir como ninguém. E tive a parceria do Jayminho (Matarazzo), da Sabrina Petraglia”, elogia.

Na vida real, a relação da atriz com a família é bem diferente, apesar da distância dos irmãos, que vivem em Pernambuco. “Eu tenho três irmãos: João, de 19 anos, e dois mais velhos: Naraiana e Rondinelli. A gente é bem próximo. Quando o caçula chegou, já tinha passado essa fase de nomes esquisitos (risos)”.


0

O nome incomun foi responsável por muito bullying na infância. “No meu caso, tinha uma sobremesa com o meu nome. Então, no colégio eu ouvia muita coisa. No início da carreira artística, cheguei a tentar usar meu segundo nome, Paloma. Mas fui desmascarada (risos). Aí logo entendi que tinha que ser Chandelly mesmo. Ia ter que passar pelas piadas, por tudo. E aconteceu que, por conta de o teatro ser um lugar em que todo mundo aceita tudo e não se leva tão a sério, passei a não dar tanta importância a isso”, explica a atriz.

Chandelly Braz contou que o ator Humberto Carrão foi um grande companheiro durante a quarentena. Juntos desde as gravações da novela Cheias de Charme, em 2012, o casal completa, em 2020, quase 10 anos de namoro. “A quarentena deixou a gente ainda mais forte. Ainda bem que o tenho e ele me tem para passarmos por isso tudo. É uma grande sorte ter um companheiro como ele para passar por esse momento difícil”, conclui.

O post Chandelly Braz fala de bullying com seu nome e relação com Humberto Carrão apareceu primeiro em Metrópoles.