Leitos para Pacientes de Covid em UTI na rede pública do DF chega a 100%

0
256

Do total de 83 leitos, 25 permanecem bloqueados. Ao todo, 10 pacientes aguardam na lista de espera para tratamento

taxa de ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) na rede pública do Distrito Federal, especificamente para o atendimento de pacientes com Covid-19, atingiu a capacidade máxima na manhã desta terça-feira (25/1). A última atualização do portal InfoSaúde, responsável pela divulgação do monitoramento diário da pandemia no DF, ocorreu às 7h10.

Do total de 83 leitos, 25 permanecem bloqueados, enquanto as duas unidades que estavam vagas foram ocupadas. Há 10 pacientes aguardando na lista de espera para tratamento.

Também houve aumento na procura por leitos de unidades de cuidados intermediários (UCI). A taxa de ocupação neste caso subiu para 71,11% e, dos 45 espaços destinados a pacientes, 32 encontram-se ocupados.

Já na rede privada, a taxa de ocupação de leitos está próximo dos 60%. São 72 ocupados e 51 vagos, o que resulta num índice de 58,54%.

a Secretaria de Saúde do DF e questionou sobre o plano de mobilização de leitos, uma vez que a taxa de ocupação permaneceu nessa segunda-feira (24/1), durante todo o dia, acima dos 90% e amanheceu sem leitos disponíveis em UTIs.

Por meio de nota, a pasta informou que “está tomando todas as providências para aumentar a oferta de leitos gerais na rede pública do DF. Entre as medidas, estão a ampliação da jornada de trabalho de servidores que atuam diretamente na assistência de 20 horas para 40 horas semanais e a contratação de mais leitos em hospitais particulares”.

Deixe uma resposta