GDF – Ibaneis lança Avança DF, crédito para amenizar impactos da pandemia

0
756

Pacote de crédito atenderá a pessoas físicas, jurídicas e transações imobiliárias. Na quarta, o governador lançará um pacote para servidores

Com objetivo de ajudar a economia a superar a crise financeira causada pela pandemia de Covid-19, o Governo do Distrito Federal (GDF) por meio do Banco de Brasília (BRB) lançou nesta segunda-feira (14/3), um pacote de crédito para pessoas físicas, jurídicas e transações imobiliárias, batizado como Avança DF. Ainda nesta semana, o Executivo local também planeja o lançamento de programa para ajudar os servidores superendividados.

Segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB), o setor produtivo é o principal gerador de empregos do DF. “Eu pedi a criação de um novo programa com melhores condições, justamente para a gente tirar esse atraso que a pandemia nos causou. E Brasília tem um elo muito importante entre servidores públicos e empresários”, destacou o chefe do Executivo local. Para o emedebista, é necessário um olhar especial para fazer a economia do DF girar.

O pacote para apoiar os servidores será lançado, a princípio, na quarta-feira (16/3). “Principalmente, os superendividados. São muitos. São pessoas que passaram grandes dificuldades durante a pandemia”, assinalou Ibaneis. Segundo o BRB, existem aproximadamente 21 mil servidores superendividados. Além do apoio financeiro, o pacote também vai oferecer conceitos de educação financeira aos servidores. “Todo o lugar que você vai tem um servidor que está pendurado, muito pendurado”, alertou.

De acordo com o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, o Avança DF, terá inicialmente R$ 5 bilhões à disposição de crédito e financiamento aos clientes. “Nós estamos chegando ao fim desse ciclo da pandemia. Vários setores econômicos precisam de recursos para estimular e montar o seu capital de giro, para organizar investimentos e ao mesmo tempo, as pessoas, as famílias também precisam de recursos para organizar as suas finanças afetadas pela pandemia e também para iniciar um ciclo de consumo. O Avança DF traz então redução de taxa de juros, mudança, ampliação de prazo das operações”, explicou.

No caso dos servidores, segundo o presidente do BRB, o novo pacote vai oferecer redução de taxas, alongar prazos. “Vamos tentar transformar esse padrão de endividamento em um padrão mais compatível com a renda do servidor”, resumiu.

Durante o lançamento, o deputado distrital Jorge Vianna (Podemos) destacou a importância de soluções para apoiar os servidores. O parlamentar sugeriu a criação de um produto para o servidor poder converter pontuações de crédito em diferentes serviços.

O Avança DF

Para as pessoas físicas, o BRB reduziu a taxa do crédito consignado de 1,35% a.m. para a partir de 1,15% a.m. O prazo de pagamento saltou de 120 meses para até 144 meses. A primeira parcela pode ser paga em até 90 dias.

o crédito pessoal, as taxas passam para a partir de 3,15% a.m., podendo ser financiado em até 120 parcelas. O pagamento da primeira parcela também pode ser em até 90 dias.Pessoas jurídicas terão taxas a partir de 8% a.a.+TR; reformulação do cronograma financeiro; laudo de avaliação com vigência de até 2 anos; possibilidade de suplementação de valores; possibilidade de até 3 liberações mensais e consecutivas, mediante medição de obra, entre outras condições. As taxas para capital de giro e investimento serão ofertadas a partir de 0,51% a.m.

O pacote também traz o lançamento da máquina do BRB, a BRB PAY. As taxas de juros e prazos de pagamento variam de acordo com o faturamento das empresas. São oferecidas opções de taxas a partir de 1,29% no débito e a partir de 2,19% no crédito, abaixo da média do mercado. O dispositivo oferece registro online e tarifa única na liquidação, a partir de R$ 1,40, com possibilidade de antecipação.

Para mercado imobiliário, o BRB colocou na praça taxas a partir de 7,75% a.a +TR. Também estão disponíveis as contratações pela poupança e IPCA, com taxas respectivamente a partir de 2,98% a.a + poupança e a partir de 3,85% a.a.+ IPCA. Há carência de 6 meses, financiamento de até 90% do imóvel, possibilidade de pular parcela uma vez ao ano e de troca do indexador em até 36 meses após a contratação. As condições são válidas apenas para novos contratos.

Artigo anteriorCom 633,4 km de ciclovias, DF terá novas bikes compartilhadas nas cidades
Próximo artigoViagens de Uber ficam 6,5% mais caras a partir de hoje