Manifestante que interrompeu transmissão do principal noticiário russo com cartaz antiguerra está desaparecida

0
219

Crescem os temores da jornalista russa que está desaparecido após interromper o principal programa de notícias do canal de TV mais popular da Rússia, segurando uma placa que dizia aos telespectadores: “Eles estão mentindo para você”.

Durante a transmissão ao vivo no Channel One, na noite de segunda-feira (14), Marina Ovsyannikova, que trabalhou para a empresa há anos, caminhou até o set atrás do apresentador com um cartaz denunciando a invasão da Ucrânia pelo país – um movimento descrito pelo Kremlin como “vandalismo”.

O escritório de direitos humanos da ONU pediu às autoridades russas que garantam que ela “não sofra represálias por exercer seu direito à liberdade de expressão”. Postando no Twitter, o advogado de direitos humanos Pavel Chikov disse que Ovsyannikova foi presa, fazendo referência à agência de notícias russa TASS.

“Marina Ovsyannikova ainda não foi encontrada”, escreveu ele. “Ela está presa há mais de 12 horas”.

“O Comitê de Investigação da Federação Russa está realizando uma verificação pré-investigação contra Ovsyannikova, relata uma fonte da TASS. “A verificação pré-investigação não fornece motivos para detenção e prisão”.

Artigo anteriorAliados de Lula estão pessimistas com motivo que levou Alckmin à vice
Próximo artigoInscrições para o Fies terminam hoje às 23h59