Copa do Mundo Feminina: Tiroteio ao lado do hotel da seleção da Noruega deixa 3 mortos

0
310

Incidente com três mortos perto de hotel da seleção deixa Auckland, na Nova Zelândia, em alerta. Federação e primeiro-ministro garantem segurança

A cidade da estreia da Copa do Mundo Feminina acordou com um susto. Um tiroteio perto do hotel onde a seleção da Noruega está hospedada em Auckland, na Nova Zelândia, deixou três pessoas mortas. Segundo o jornal Stuff, jogadoras norueguesas foram acordadas pelo barulho do incidente. A Federação local garantiu a segurança para o jogo inicial, às 4h (de Brasília) desta quinta.

Segundo a polícia, um homem abriu fogo em um prédio em construção perto da Britomart, uma das principais estações da capital neozelandesa. O local fica a 200 metros do hotel onde a Noruega está hospedada. Duas pessoas foram mortas e seis estão feridas, das quais três em estado grave. O atirador foi morto pela polícia.

A polícia agora investiga a motivação da ação do atirador. Policiais estão entre os feridos. O primeiro-ministro neozelandês, Chris Hipkins, garante que não há qualquer ameaça à segurança nacional e à organização da Copa do Mundo.

Fora o susto, a seleção nórdica não sofreu qualquer efeito do incidente. A capitã da Noruega, Maren Mjelde, garantiu que o time está bem. A delegação foi acordada pelos barulhos dos helicópteros e dos tiros na região.

— Todos provavelmente acordaram rapidamente quando o helicóptero parou do lado de fora da janela do hotel e um grande número de veículos de emergência chegou. No começo, não sabíamos o que estava acontecendo, mas eventualmente houve atualizações na TV e na mídia local. Nos sentimos seguros o tempo todo — disse Mjelde, em declarações reproduzidas pelo jornal neozelandês Stuff.

Policiais isolam área onde houve tiroteio em Auckland, capital da Nova Zelândia, no dia em que começa a Copa do Mundo Feminina — Foto: Nathan Frandino/Reuters

Policiais isolam área onde houve tiroteio em Auckland, capital da Nova Zelândia, no dia em que começa a Copa do Mundo Feminina — Foto: Nathan Frandino/Reuters

A Federação de Futebol da Nova Zelândia fez um comunicado nas redes sociais e se limitou a garantir a segurança das duas seleções que jogam nesta quinta em Auckland.

— A Federação de Futebol da Nova Zelândia está chocada com o incidente em Auckland CBD esta manhã. Podemos confirmar que toda a equipe e funcionários do Football Ferns (apelido da seleção) estão seguros, mas não poderemos comentar mais enquanto os detalhes ainda estiverem surgindo. Os preparativos para o jogo desta noite no Eden Park continuarão como planejado.

Primeiro-ministro garante segurança para Copa

Em pronunciamento, o primeiro-ministro da Nova Zelândia, Chris Hipkins, garantiu que o tiroteio não afeta o planejamento para a Copa do Mundo no local.

— O governo conversou com os organizadores da Fifa esta manhã e o torneio acontecerá conforme planejado. Quero reiterar que não há uma ameaça maior à segurança nacional. Isso parece ser as ações de um indivíduo. Os habitantes de Auckland e aqueles que assistem ao redor do mundo podem ter certeza de que a polícia neutralizou a ameaça e não está procurando mais ninguém em relação ao incidente. A segurança do neozelandês é nossa primeira prioridade — declarou Hipkins.

Nova Zelândia e Noruega se enfrentam às 4h da madrugada desta quinta no horário de Brasília, no Eden Park, em Auckland, pela primeira rodada do Grupo A da Copa do Mundo Feminino.

Fonte: Ge globo

Artigo anteriorGDF vai contratar 7 mil cirurgias na rede complementar
Próximo artigoProfissionais da enfermagem serão capacitados na busca do primeiro emprego