Casal ouve gritos e salva crianças que eram estupradas pelo pai em Vicente pires

0
1435

Casal estava indo olhar um apartamento para alugar em Vicente Pires, ouviu os gritos das crianças em um imóvel e acionou a PMDF

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), no último domingo (19/11), suspeito de estuprar os dois filhos, de 11 e 5 anos, em Vicente Pires.

Os militares tomaram conhecimento do ocorrido após um casal, que estava indo olhar um apartamento para alugar no endereço, ouvir os gritos das crianças em um dos imóveis do prédio.

Segundo relato das testemunhas, ao averiguarem a situação, bateram na porta do apartamento e escutaram uma das crianças sendo impedida de gritar. Quando entraram no espaço, depararam-se com o pai dos meninos nu em cima da cama, coberto de óleo corporal na presença dos dois filhos.

Uma luta corporal se seguiu, onde o detido tentou atingi-los com uma espada “samurai”, mas acabou sendo imobilizado.

Ao chegar no local, os policiais militares encontraram com populares que haviam acionado o 190 e detiveram o suspeito. O homem apresentava cortes e lesões no rosto, resultado de uma luta corporal com as testemunhas.

Diante da situação, foi solicitado apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) para prestar atendimento ao suspeito.

Posteriormente, a mãe de um dos menores compareceu ao local e conduziu as crianças até a 8ª DP (SIA). O suspeito, que negou os fatos, foi conduzido pela PMDF até o hospital para tratar dos cortes e do nariz quebrado, sob escolta de uma viatura.

Durante buscas no local, os policiais encontraram maconha, balança de precisão, entre outros objetos utilizados no tráfico.

Após os trâmites legais no hospital, o suspeito foi entregue à 8ª DP, onde o delegado lavrou o flagrante pelos crimes de estupro de vulnerável e tráfico de drogas.

Fonte: Metropoles

 

Artigo anteriorCaloteiro -Bêbado é preso após se negar a pagar conta de R$ 335 em motel no DF
Próximo artigoDuplicação da BR-080 em pavimento rígido terá recurso de R$ 315 milhões