Pit-bull sem focinheira morde adolescente de 17 anos e mata shih tzu

0
304

Segundo relatos, a cadela de porte menor foi levada ao veterinário, mas não resistiu aos ferimentos provocados pelo pit-bull

Um pit-bull atacou uma cadela e sua tutora, de 17 anos, em um condomínio de Vicente Pires, na noite desse domingo (19/5). Segundo relatos, o cão de porte menor foi levado ao veterinário, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A mãe da vítima relatou à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) ter recebido ligação de sua filha, por volta das 19h30, informando que sua cadelinha, Lua, da raça shih tzu, havia sido violentamente atacada por um cachorro que caminhava no local sem focinheira.

A jovem ainda tentou defender sua cachorrinha dos ataques, mas o animal de porte maior não soltava. Ela, então, começou a gritar por socorro. Uma vizinhança tentou dar apoio, mas também não teve forças para interromper a fúria do pit-bull. Durante a tentativa de defesa, a tutora ficou ferida, sofrendo mordidas em suas mãos e no braço direito.

Um homem que passava com seu veículo no momento viu a situação, desceu do carro e pegou um pedaço de madeira. Somente nesse momento o pit-bull soltou a cadela e voltou para sua residência.

Tentativa de reanimação

Momentos após o ataque, o pai da jovem recebeu a ligação da filha e chegou ao local para tentar reanimar Lua, levando-a ao veterinário.

A família recebeu a informação de que os ferimentos atingiram os órgãos vitais e a cadela não resistiu. Segundo relatos de moradores, o pit-bull em questão já havia atacado um senhor que também passeava com seu cachorro há cerca de dois meses.

38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) investiga o caso.

Artigo anteriorPosto policial da PCDF é inaugurado no Aeroporto Internacional de Brasília
Próximo artigoBanco de Brasília criará subsidiária para viabilização de jogos lotéricos