Ampliar acesso ao saneamento básico reduz gastos com saúde pública

    0
    278
      Conscientização e educação da população sobre o uso da água e a importância do saneamento básico na melhoria da saúde pública do Brasil foram alguns dos assuntos apresentados na manhã desta terça-feira (11/4) no seminário O desafio hídrico e os preparativos para o 8º Fórum Mundial da Água, promovido pelo Correio e pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa).  O segundo painel do dia, com o tema “Água, saneamento e saúde”, reuniu a professora da Universidade de Brasília Conceição Maria Albuquerque; o diretor Comercial e Financeiro da Caesb, Marcelo Teixeira; e a analista de Políticas Sociais do Ministério da  Saúde, Adriana Rodrigues Cabral.A professora Conceição Albuquerque abordou as relações entre o saneamento básico, a saúde pública e o meio ambiente e como elas afetam a vida das pessoas. Estudo apresentado pela especialista informa que, a cada real investido em saneamento básico, são economizados R$ 4 em saúde.
    Artigo anteriorEstudante sofre tentativa de estupro próximo a estação de metrô na Asa Sul
    Próximo artigoProfessores ignoram multa de R$ 400 mil e continuam greve