“A polícia é só a ponta do iceberg” ,diz secretário de Segurança

    0
    219
    Nomeado com a missão de pacificar o conflito entre as polícias Civil e Militar, o novo secretário de Segurança Pública e Paz Social, Edval Novaes Júnior, se esforça para não entrar em nenhuma polêmica que agrave os atritos entre as corporações. Diplomático, de fala pausada e tranquila, o delegado da Polícia Federal evita opinar sobre temas que estão na origem da desavença entre as forças de segurança, como a lavratura de termos circunstanciados pela PM. Ele defende a política implementada pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB), baseada no programa Pacto pela Vida, mas ainda não sabe se terá recursos à disposição para trazer novidades nas áreas de inteligência e tecnologia para a capital federal. Leia mais notícias de Cidades Depois de uma década como subsecretário da área no Rio de Janeiro, na gestão de José Mariano Beltrame, Edval Novaes chegou a Brasília com a meta de melhorar a sensação de segurança dos brasilienses, manter em queda os índices de homicídio e lutar contra a escalada de crimes contra o patrimônio, como roubos a ônibus, por exemplo.
    Artigo anteriorDiretor da Adasa finaliza seminário enfatizando a crise hídrica do DF
    Próximo artigoMedida de racionamento chega ao Paranoá, Gama e Taquari nesta quarta-feira