Nomes do axé somam cerca de R$ 48 milhões em débitos com o governo

    0
    351
    Giovanna Bembom/Metrópoles

    Um levantamento feito pelo BuzzFeed Brasil mostra que pelo menos oito bandas e artistas de axé music estão na lista de devedores do governo federal. Eles somam cerca de R$ 48 milhões em débitos que envolvem o não pagamento de impostos.

    A lista pública inclui pessoas físicas e jurídicas que ainda não pagaram, dentre outras taxas, imposto de renda, previdência, FGTS e multas. No total, foram 256 autuações. São 16 empresas inscritas na Dívida Ativa da União ligadas aos artistas.

    Campeão de autuações, com 52 processos abertos, o cantor Compadre Washington tem duas empresas na lista: É o Tchan Produções e Bicho da Cara Preta. O bloco Ara Ketu apresenta duas pessoas jurídicas, com 49 processos, incluindo calotes ao FGTS.

    Bell Marques tem cinco empresas ligadas a seu nome com dívidas junto ao governo. Somadas, elas foram autuadas 49 vezes. Núcleo 55, 7+7, Granola Produções, CCB e Mazana devem, juntas, mais de R$ 12 milhões. A produtora de Carlinhos Brown, Nariz de Borracha, responde por 32 infrações, incluindo dívidas com o INSS.

    Duas empresas ligadas a Cláudia Leitte aparecem com 48 autuações. São 36 contra a Ciel Empreendimentos Artísticos e 12 contra a 2T’s Entretenimentos. Em nota, o advogado Alessandro Dessimoni disse que “os débitos fiscais das empresas estão sendo discutidos judicialmente, o que significa que estamos analisando o parcelamento de acordo com o novo Programa de Regularização Tributária”.

    Uma das mais experientes cantoras de axé, Margareth Menezes é dona de uma empresa com seu nome e da produtora Estrela do Mar. As duas estão na lista de devedores. No final da fila, aparecem Daniela Mercury e Ivete Sangalo, cada uma com uma empresa, com débitos de R$ 55 mil.

    Artigo anteriorPolícia Civil realiza 26 prisões em nove dias
    Próximo artigoMinistro da Justiça visita obra da Penitenciária Federal em Brasília