MPF vai investigar reality da Record por violação de direitos humanos

    0
    210
    Record TV/Divulgação

    O Ministério Publico Federal de São Paulo abriu inquérito para investigar denúncias contra o reality show “A Casa”, exibido pela Record TV, por violação de direitos humanos. A informação foi dada pelo UOL e confirmada pelo Metrópoles na assessoria de imprensa do MPF/SP.

    Um dos pontos apurados está o do desrespeito ao fundamento constitucional de dignidade da pessoa humana. O processo ainda está em fase de coleta de informações e a emissora não foi notificada oficialmente.

    googletag.cmd.push(function() {
    googletag.defineSlot(‘/123935210/PUB_CAT_PAI-300×250-G-1’, [[300, 250] , [336 , 280]], ‘PUB_CAT_PAI-300×250-G-1’).addService(googletag.pubads());
    googletag.pubads().enableSingleRequest();
    googletag.enableServices();
    });

    O reality show, apresentado por Marcos Mion, confinou 100 participantes em um imóvel de 120m². No entanto, a residência só comporta quatro pessoas. Eles têm de enfrentar várias provas e disputam um prêmio de R$ 1 milhão. A qualquer momento, um participante pode deixar a casa. Além disso, o líder, escolhido a cada semana, sorteará quantos serão eliminados a cada rodada.

    Artigo anteriorApesar de decisão judicial, metrô não funcionará nesta sexta-feira
    Próximo artigoSuspeita de sequestro emitiu registro de criança em cartório do Gama