PM espera 5 mil manifestantes em ato da greve geral marcado para sexta

    0
    121
    Saúde, educação e transporte estão entre os serviços públicos que serão interrompidos amanhã devido à greve geral contra as reformas da Previdência e trabalhista. O ato, organizado por centrais sindicais, dá continuidade às paralisações de 28 de abril. O Governo do Distrito Federal adiantou que vai cumprir a Lei Geral de Greve, que prevê corte de ponto dos grevistas. Leia mais notícias em Cidades  O Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal afirmou que todas as empresas de ônibus do DF participarão da paralisação, com duração de 24 horas.
    Artigo anteriorDez discos que completam 20 anos em 2017
    Próximo artigoTrio suspeito de ter tentado matar policial civil é preso com carro clonado