No palco, atriz confessa seus medos e frustrações a um secador

    0
    244
    Ana Alexandrino/Divulgação

    Após passar por temporada em São Paulo e no Rio de Janeiro, o espetáculo teatral “As Lágrimas Quentes de Amor que Só Meu Secador Sabe Enxugar” chega à capital neste sábado (1º/7). A peça é um monólogo da atriz Paula Cohen (“O Silêncio do Céu”, “E aí, comeu?”) e dirigida por Pedro Granato.

    Em “As Lágrimas Quentes”, Paula é uma mulher em busca do amor, uma atriz à procura de um personagem, que tenta encontrar a si mesma. “É um solo encenado de maneira bem-humorada. Tudo ocorre enquanto ela conta sua história”, explica a atriz.

    Escrita a quatro mãos, por Paula e Pedro, a encenação possui um tom intimista, em que a história é narrada diretamente para a plateia e que traz para o espectador a sensação de uma confissão cheia de criatividade e sensibilidade.

    googletag.cmd.push(function() {
    googletag.defineSlot(‘/123935210/PUB_CAT_PAI-300×250-G-3’, [[300, 250] , [336 , 280]], ‘PUB_CAT_PAI-300×250-G-3’).addService(googletag.pubads());
    googletag.pubads().enableSingleRequest();
    googletag.enableServices();
    });

    A peça reforça que o feminismo e todas as suas questões sociais estão em pauta diariamente nos mais diversos ambientes. “Sozinha em cena, a personagem faz confissões a um secador, fala sobre a trajetória de uma mulher em transformação. Uma atriz que busca um papel para encontrar sua própria identidade”, diz o diretor.

    Na trilha sonora do espetáculo, Ana Cañas, Bárbara Eugênia, Letuce, Tulipa Ruiz e Billy Idol. “As intérpretes da nova geração amplificam os sentimentos da personagem, abrem múltiplas vozes femininas para construir a identidade da mulher contemporânea”, diz Granato.

    “As Lágrimas Quentes de Amor que Só Meu Secador Sabe Enxugar”
    De sábado (1º/7) ao dia 16 de julho no Teatro Brasília Shopping. Todo sábado, às 20h, e domingo, às 19h. Ingressos entre R$ 20 e R$ 40, à venda na bilheteria do teatro 2 horas antes do espetáculo ou no site da Bilheteria Rápida. Duração: 60 minutos. Não indicado para menores de 14 anos

    Artigo anteriorSete baladas agitam este sábado (1º/7) em Brasília
    Próximo artigoStreaming dá lucro? Artistas e Ecad comentam impacto do formato