PC prende estelionatário acusado de fazer 100 vítimas no DF e Entorno

    0
    182
     A polícia prendeu um homem de 57 anos acusado de cobrar entre R$ 600 e R$ 2,5 mil para “agilizar” a documentação de interessados em conseguir imóvel por programas habitacionais como o Morar Bem e o Minha casa, Minha vida.  Leia mais notícias em Cidades O acusado, identificado pela Polícia Civil como Ronaldo Pagano, se apresentava como ex-funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF) e agia no DF e Entorno. Ele teria aplicado golpes em Ceilândia, Taguatinga e Samambaia. Nas cidades goianas, há registro em Valparaíso, Luziânia e Águas Lindas de Goiás.
    Artigo anteriorParque da Cidade ganha calçadas com acessibilidade
    Próximo artigo“A Força do Querer”: Rubinho arruma seguranças para cuidar de amante