Coluna recordar e viver dia 16 de Julho de 2019

0
251

…A FESTA ACABOU… A sessentona Brasília, já começa a se perder no tempo… com sua identidade sendo colocada em “crise existencial”. Este duvidoso escriba, um saudosista nato, auto declarado um “CarioCandango” ao fim do primeiro semestre deste ano, travestido de um caipira moderno, e com sua japona e gorro “naftalizados” volta no tempo, em que nos meses de junho e julho tinham um significado especial para aqueles recém chegados de sua terra natal. Naquela época durante três dias acontecia a então tradicional “FESTA DOS ESTADOS” …um saudoso evento que fazua parte do “Calendário da Cidade” tendo sempre a frente a “Primeira Dama da Cidade”… Presidente da “Casa do Candango”. O intercâmbio cultural e gastronômico corria solto, em ambiente aberto a toda a comunidade identificadas com suas raças e costumes. A primeira “orgia cultural” ocorreu em 1961 entre as Super Quadras Sul 106/7 quando ainda eram habitadas pelos novos moradores que se misturavam àqueles Candangos que a construíram. As “barracas” tendo a frente aquelas dignas senhoras reoresentantes de seus Estados, com atrações típicas…em uma salutar concorrência…em prol de um só objetivo…a Casa do Candango… Quem esteve na “FESTA DOS ESTADOS” no seu auge..sabe e reafirma… um programa imperdível… saudades… A FESTA ACABOU… ALWS…

Deixe uma resposta