Instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral relata trajetória de entidades

0
22





Instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral relata trajetória de entidades
Laelso Rodrigues revisitou a história em live do jornal. Crédito da foto: Fábio Rogério (31/7/2020)

O presidente da Loja Maçônica Perseverança III e instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), Laelso Rodrigues, participou nesta sexta-feira (31) de uma transmissão ao vivo pelo Facebook do jornal Cruzeiro do Sul.  A entrevista foi em comemoração ao aniversário de 56 anos da FUA, dos 151 anos da Perseverança III e dos 31 anos da Fundação Cultural Cruzeiro do Sul, mantenedora da rádio Cruzeiro FM 92,3. O representante fez um panorama histórico comentando as mudanças e evoluções no jornalismo sorocabano desde a criação do órgão filantrópico e falou das entidades.

Aos 88 anos, Rodrigues é o único remanescente dos 21 instituidores da Fundação Ubaldino do Amaral. A entidade foi oficialmente constituída no dia 31 de julho de 1964, dentro da Loja Maçônica. O presidente da Perseverança III explicou que, quando a instituição decidiu adquirir a antiga Editora Cruzeiro do Sul S/A, o jornal já estava com 60 anos. “Nós tínhamos apenas uma impressora plana, três linotipos, uma derretedora de chumbo e uma máquina de escrever antiga. Com os anos o jornal cresceu e chegamos a onde chegamos”, relembrou.

Por conta dos três pilares básicos da Loja Maçônica, que são a comunicação, a educação e a filantropia, a Fundação também é mantenedora do Colégio Politénico de Sorocaba. Na sua fundação, os 21 instituidores decidiram homenagear um antigo membro e fundador da Perseverança III e da Estrada de Ferro Sorocabana (EFS). Ubaldino do Amaral Fontoura (1842-1920) foi, dentre outras atribuições, jornalista, advogado e membro do movimento abolicionista.

Mudanças

Diante da pandemia do novo coronavírus, os integrantes da Loja Maçônica também tiveram de se adaptar a uma nova realidade: a dos encontros virtuais propiciados por meio da internet. Com 63 anos de maçonaria, Rodrigues viu, neste momento, uma possibilidade de se conectar com membros de diferentes estados. “As reuniões da nossa loja estão há quatro meses acontecendo só através das lives”, esclarece.

Ainda em comemoração a mais de um século e meio de vida da Perseverança III, os integrantes da instituição organizaram um encontro virtual. Participaram da ação membros sorocabanos; o grão-mestre geral, Múcio Bonifácio Guimarães, presidente do Grande Oriente do Brasil (GOB) — hoje, a maior Obediência Maçônica do mundo latino.

Ao longo dos últimos 56 anos, Rodrigues viveu não só a expansão do Cruzeiro do Sul. Também viu, passo a passo, a modernização do jornalismo. Durante a entrevista, o instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral recordou os tempos em que a edição de notícias ainda não era feita em telas de computador.

“Veja essas mudanças que nós tivemos na tecnologia e na informática. Quando nós começamos, era tudo mecânico, aquela multidão de gente trabalhando. Era interessante como a gente conseguia fazer o jornal todos os dias, montando pecinha por pecinha. Hoje você manda para um sistema que transforma o jornal”, relatou.

Rodrigues ainda destacou a importância do Cruzeiro do Sul em se modernizar e levar as notícias também para o mundo cibernético.”O jornal vai fazer mudanças e se adaptar a esse futuro que é digital. Por isso, através da internet e da tecnologia que nós vamos ter essa informação”, opina.

Você pode assistir à entrevista com o presidente da Perseverança III e instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral, Laelso Rodrigues, acessando a página oficial do jornal Cruzeiro do Sul.






O post Instituidor da Fundação Ubaldino do Amaral relata trajetória de entidades apareceu primeiro em Jornal Cruzeiro do Sul.