Defensoria Pública do DF promove aula inaugural no Laboratório Júnior de Inovação e Tecnologia

0
84

A Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) promoverá nesta segunda-feira (12/6) a aula inaugural do Laboratório Júnior de Inovação e Tecnologia. O espaço fica localizado na Escola de Assistência Jurídica da DPDF (Easjur/DPDF). 

O projeto contempla 20 estagiários de graduação do curso de Tecnologia da Informação, sendo 15 autodeclarados pretos e pardos. Os estudantes  viabilizarão o desenvolvimento de tecnologias institucionais em busca da otimização do atendimento das pessoas vulneráveis no Distrito Federal

A DPDF oferecerá aos participantes aulas teóricas e práticas para auxiliar no desenvolvimento das tecnologias. No final do curso, serão entregues certificados, e os melhores estagiários serão contratados para atuar na equipe de Tecnologia da DPDF.

Promovido pela Defensoria Pública do DF, junto com a Easjur/DPDF, a Subsecretaria de Inovação, Tecnologia da Informação e Comunicação da DPDF (SITIC) e a Ouvidoria da DPDF, o Laboratório Júnior de Inovação e Tecnologia da DPDF firmou parceria com diversas instituições em benefício da evolução dos universitários e de novas perspectivas tecnológicas para o sistema de Justiça, estabelecendo cooperação acadêmica no âmbito do ensino tecnológico, construindo, assim, uma interface colaborativa na pesquisa e extensão.

O projeto amplia o Programa de Interação Acadêmica da DPDF, que conta com as maiores faculdades e instituições de ensino da área jurídica, projeto que já é um sucesso e conta com diversos professores, ampliando a discussão acerca de um novo cenário para o sistema de Justiça e efetivando a participação dos estudantes em atividades articuladas com as universidades em busca da valorização dos futuros profissionais.

Alice Cruz, de 20 anos, é estudante do 3º semestre de Engenharia de Software da Universidade Católica de Brasília (UCB). Ela revela que está ansiosa para o início do projeto, uma vez que será o seu primeiro contato profissional com a área de tecnologia da informação. “É uma oportunidade de trabalhar presencialmente e adquirir mais prática na área em que eu escolhi atuar. Vai ser muito bom ter pessoas mais experientes me guiando nesse processo, vou sair com uma boa bagagem”, projetou. Ela soube do projeto por meio de uma colega de faculdade e procurou a Defensoria Pública do DF para fazer a sua inscrição.

Oportunidades 

A DPDF conta com diversos núcleos de atendimento à população, localizados em todas as regiões administrativas do DF, com mais de três mil computadores para auxiliar na prestação de assistência jurídica integral, gratuita e de qualidade aos necessitados, em defesa da dignidade da pessoa humana, da cidadania plena e da inclusão social. Por ano, são realizados mais de 600 mil atendimentos na área da Justiça.

A conexão e a colaboração acadêmica realizadas em um ambiente de desenvolvimento para avanços tecnológicos pelo Laboratório Júnior de Inovação e Tecnologia contribuirá ainda mais para o aperfeiçoamento do acesso à Justiça das pessoas em situação de vulnerabilidade.

The post Defensoria Pública do DF promove aula inaugural no Laboratório Júnior de Inovação e Tecnologia first appeared on Metrópoles.

Artigo anteriorMês dos Namorados: 11 comédias românticas para assistir na Netflix
Próximo artigo“Assustador”, conta mulher atingida por motorista bêbado em BMW no Lago Sul