Golpe da Shein: criminosos compram anúncios falsos no Google para enganar clientes

0
319

O chamado “Golpe da Shein” continua circulando por aí e os golpistas estão encontrando novas formas de enganar as vítimas. Desta vez, anúncios estão sendo comprados e estão aparecendo nos primeiros resultados da busca do Google.

Denunciado há alguns meses por uma influencer, o Golpe da Shein promete pagamentos em dinheiro para clientes avaliarem roupas da loja virtual. O esquema é feito principalmente em um site chamado Money Looks, que foi criado pelos criminosos.

O novo alerta foi realizado nesta quarta-feira (28) pela Kaspersky, empresa de cibersegurança. De acordo com um porta-voz da companhia, essa é uma nova forma de promover o golpe e está aliada aos vídeos comprados de supostas pessoas que participaram da pesquisa e ganharam dinheiro.

Shein
O Golpe da Shein promete dinheiro fácil para as pessoas e está rodando pelo Google (Imagem: Divulgação/Kaspersky)

“Os resultados patrocinados no Google sobre Money Looks são comprados pelos próprios fraudadores para aparecerem nos primeiros lugares de uma pesquisa e, com isso, transmitir credibilidade”, explicou Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise para a América Latina da Kaspersky.

O Money Looks funciona de forma similar ao Insta Money, pedindo ao participante pagar uma espécie de taxa para começar a avaliar as roupas da Shein. A promessa é que somente depois do pagamento é que as pessoas terão acesso ao sistema, o que obviamente não acontece.

“A compra é processada por uma empresa idônea que processa pagamentos on-line, porém muita gente não solicita reembolso e os golpistas ficam com o lucro”, acrescenta Assolini.

Como se proteger

O executivo da Kaspersky salienta que para se proteger do Golpe da Shein, é necessário apenas ter a informação. “As pessoas precisam saber que o golpe é disseminado por muitas contas na internet, mas que os ganhos não existem. Se uma conta reporta ter ganhado algo, tenha em mente que são bots, contas invadidas ou pessoas patrocinadas que visam credibilizar o golpe”, diz.

Confira, abaixo, mais algumas dicas para evitar cair no esquema ilegal:

  • Atenção no site: confira se a URL da página e veja como é a estrutura deste site. Ele possui erros ortográficos ou página única, sem outras seções? Então possui chances de ser um golpe;
  • É importante pesquisar: antes de fornecer alguma informação sua, busque pelo site no Google, no ReclameAqui ou, no caso de apps, na área de comentários antes de fazer o download.

Outro lado

Anteriormente, a Shein já havia se posicionado por nota explicando que não tem qualquer tipo de vínculo com o Money Looks. A loja disse que “está sendo enganosamente utilizada para propagar informações falsas sobre a companhia, com uso indevido do nome e imagem da empresa, com intenção de enganar usuários”.

Jornal Info Cruzeiro entrou em contato com o Google para saber se a promoção dos anúncios respeita as regras da plataforma ou não. Até o fechamento da matéria, a empresa não se posicionou sobre o assunto.

Artigo anteriorBRB demite pedófilo que sequestrou menina: “Não vamos tolerar”, diz presidente do banco
Próximo artigoElon Musk treina jiu-jítsu brasileiro para ir ao ringue com Zuckerberg