Jornalista russa que fez protesto ao vivo na TV é condenada a 8 anos e meio de prisão

0
216

A jornalista russa Marina Ovsyannikova, que protestou contra a guerra na Ucrânia ao vivo durante a exibição de um jornal na TV estatal da Rússia, foi condenada a 8 anos e meio de prisão nesta quarta-feira (04).

Em março de 2022, Marina Ovsyannikova interrompeu a apresentação do noticiário com um cartaz escrito “Parem a guerra (…) Eles estão mentindo pra vocês”. À época ela foi multada.

Em julho do mesmo ano, Ovsyannikova voltou a protestar contra o governo russo chamando o ditador Vladimir Putin de assassino e seus soldados de fascistas.

Neste 2º momento, ela passou a se tornar uma “criminosa” e a responder por um processo criminal por “espalhar informações deliberadamente falsas sobre as Forças Armadas russas”.

Ovsyannikova fugiu da Rússia com a filha para um país europeu não especificado um ano atrás.

A jornalista escapou da prisão domiciliar, de acordo com seu advogado, dizendo que não tinha nenhum caso para responder. “Eu não retiro uma única palavra”, disse Marina Ovsyannikova em uma rede social.

O julgamento contra ela é fruto de uma nova lei aprovada após o início da invasão russa contra a Ucrânia.

Fonte:Gazenta

Artigo anteriorGDF – inaugura espaço Boulevard do Túnel Rei Pelé, em Taguatinga
Próximo artigoDeputado Federal Ricardo Abrão, UNIÃO/RJ, apresentou o Projeto de Lei 3085/2023 que estabelece passagens aéreas gratuitas para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e desconto para seus acompanhantes.