Muy amigo – Youtuber com mais de 50 mil seguidores foi preso acusado de ser mandante de sequestrar amigo e sua mãe no DF

0
609

Vítimas eram mãe e filho, moradores do Lago Sul. Segundo investigação, suspeito se ‘aproveitou da intimidade’ para levantar informações sobre patrimônio da família.

Um youtuber foi preso suspeito de mandar sequestrar uma família, moradora do Lago Sul, no Distrito Federal, em troca do dinheiro do resgate. Segundo a investigação, uma das vítimas – que é amigo do suspeito – foi mantida em cativeiro por cerca de 10 horas, dentro de um barraco, em São Sebastião, no Distrito Federal.

O homem detido é dono de um canal na internet especializado em automobilismo, com 69,3 mil seguidores. À TV Globo, a Polícia Civil não informou o nome completo, mas confirmou se tratar do responsável pelo “Canal do Rodrigão”.

O suposto crime ocorreu no dia 3 de junho e só foi divulgado nesta terça-feira (28). De acordo com a investigação, o youtuber “se aproveitou da intimidade com o amigo” para levantar informações a respeito do patrimônio dele e da mãe, que são de uma família de empresários.

Youtuber dono do canal do Rodrigão — Foto: Youtube/Reprodução

Youtuber dono do canal do Rodrigão — Foto: Youtube/Reprodução

O sequestro

Barraco em São Sebastião que serviu de cativeiro para o sequestro de amigo de Youtuber de Brasília — Foto: PCDF/Divulgação

Barraco em São Sebastião que serviu de cativeiro para o sequestro de amigo de Youtuber de Brasília — Foto: PCDF/Divulgação

De acordo com a Delegacia de Repressão a Sequestros (DRS), da Polícia Civil, as vítimas anunciaram a venda de um lote localizado no Lago Sul, área nobre da capital. Um dos suspeitos, então, se passou por corretor de imóveis para sequestrar a mãe e o jovem.

A polícia informou ainda que, por conhecer as vítimas, o youtuber atuou somente nos bastidores, “coordenando a ação”. Às 10h do dia 3 de junho, as vítimas e o sequestradores marcaram o encontro para que fosse feita a negociação do terreno.

No horário combinado, mãe e filho chegaram ao local, onde o falso corretor já os aguardava, e foram rendidos com o uso de uma pistola. As vítimas foram levadas para o cativeiro, que era um barraco em São Sebastião. Os pertences deles foram deixados em um local previamente combinado, para que o youtuber pegasse.

No cativeiro, as vítimas foram separadas e interrogadas durante todo o dia. Segundo relatos da polícia, os sequestradores queriam obter informações a respeito da capacidade financeira da família.

Barraco em São Sebastião que serviu de cativeiro para o sequestro de amigo de Youtuber de Brasília — Foto: PCDF/Divulgação

Barraco em São Sebastião que serviu de cativeiro para o sequestro de amigo de Youtuber de Brasília — Foto: PCDF/Divulgação

Na delegacia, o youtuber teria dito que o plano inicial era libertar um dos dois, para providenciar o pagamento do resgate de quem fosse mantido em cárcere privado. No entanto, depois do interrogatório, os sequestradores entenderam que o patrimônio da família “estava concentrado em imóveis”, o que impossibilitaria uma transação financeira de alto valor em um curto espaço de tempo.

Sem ter como fazer o pagamento do resgate, mãe e filho foram liberados por volta das 23h do mesmo dia. De acordo com a família, os sequestradores disseram que ligariam em seguida para cobrar uma certa quantia em dinheiro, mas isso não ocorreu.

 

Artigo anteriorPM do DF impede mais uma carteirada, desta vez de motorista de Ferrari: “Não quero saber quem você é”
Próximo artigoA REPRESENTATIVIDADE DA MULHER NEGRA NA SOCIEDADE E NOS ESPAÇOS POLÍTICOS