Ao lado de Ibaneis, Luis Miranda entrega equipamentos a produtores

0
39

Os produtores rurais do Distrito Federal assinaram nesta sexta-feira (23) contratos de Concessão de Uso de Imóvel (CDU). Além disso, a Defesa Agropecuária foi reforçada com a entrega de sete caminhonetes e dezenas de tablets. Ações vão turbinar o desenvolvimento do setor.

Ao todo, serão mais de 200 títulos de propriedades rurais em 2020. De acordo com o Governo do DF, equivale a mais de dois mil hectares de terra titulados na capital.

Presente na cerimônia, o deputado federal Luis Miranda (DEM/DF) destacou o encaminhamento de emendas parlamentares. “Encaminhei R$ 10 milhões para a agricultura. O setor precisa de um deputado que agarre a causa e prometo que no próximo ano teremos ainda mais recursos para cuidarmos dos agricultores do DF”, disse.

Foram entregues as CDUs para seis produtores rurais. O evento também foi marcado pela entrega de caminhonetes e tablets. Os veículos foram adquiridos por meio de convênio entre a Secretaria de Agricultura e o Ministério da Agricultura (Mapa), responsável pelo repasse de aproximadamente R$ 2 milhões á pasta.

Além das caminhonetes Chevrolet S10, a Seagri ganhou tablets, computadores e impressoras térmicas para reforçar o trabalho de Defesa Agropecuária do DF.
A Defesa Agropecuária consiste na fiscalização dos estabelecimentos que comercializam, distribuem ou armazenam produtos de uso veterinário. Este trabalho garante a segurança dos animais, dos aplicadores, dos consumidores e do meio ambiente.

Como contrapartida ao repasse dos recursos do Ministério da Agricultura, a Seagri vai implementar atividades e cumprir metas para receber e utilizar esses recursos.

“Se você tem comida no seu prato, agradeça aos agricultores. O trabalho deles nos alimenta. E hoje estive, junto com o governador Ibaneis Rocha, reconhecendo esse trabalho. Entregamos vários equipamentos a agricultores que vai ajudar em suas atividades”, comemorou o deputado.

O DF é um importante produtor de soja, feijão irrigado, milho irrigado, trigo irrigado, algodão. Nossa exportação local chega a 39 mil toneladas, movimentando em torno de R$ 20 milhões por ano-safra.

Ibaneis Rocha, governador do DF, comentou a histórica “briga” dos produtores pelas titularidades. “Estamos entregando a documentação aos legítimos proprietários. Isso vai fazer com que estas pessoas, de posse dos documentos, possam ter acesso a crédito rural. Nó sabemos que o crédito rural tem um custo mais em conta e que isso pode aumentar a produtividade e trazer novos implementos agrícolas”, acrescentou o governador.

Deixe uma resposta