Superação -Empresária que começou vendendo brigadeiro na rua hoje tem loja modelo

0
380
Depois de vender brigadeiro na rua, empresária consegue abrir loja e usa as redes sociais para ajudar outras pessoas a empreender. – Foto: reprodução/Instagram/@empreesariadasruas

Tânia Mara, 38 anos, é uma empresária inspiradora de São Paulo que começou vendendo brigadeiro na rua e depois conseguiu abrir a própria loja.

Em 2019, ela saiu do antigo emprego, e com um investimento de apenas R$ 50 reais, comprou os primeiros ingredientes para a empreitada. A rotina de vendedora ambulante não era fácil, mas a determinação de Tânia fez com que o negócio desse muito certo.

Com o nome em homenagem a filha, a loja “Delícias da Liz” que tem donuts e churros como carros chefes é um exemplo de sucesso. E ela conta o segredo: estudar, planejar, focar no objetivo e por último… não desistir jamais!

Um sonho virando realidade

Tânia fez a primeira produção e foi para o terminal perto da casa dela para vender.

Foi ali que começou um sonho que já era antigo. A empresária sempre teve vontade de ter o próprio negócio no ramo da comida.

“Eu sinto um prazer imenso quando amigos, familiares e clientes ficam satisfeitos com minha comida.” disse ela ao Só Notícia Boa.

“Então, sempre quis  “um cantinho” onde pudesse reunir famílias e pessoas, e oferecer uma experiência além de comida”, complementou.

Teve momentos difíceis 

A empresária conta que era difícil lidar com a marginalização dos vendedores ambulantes.

Quando voltava com toda a mercadoria para casa, também eram dias que pensava em desistir.

“O que me motivava era sempre pensar no melhor para a minha filha…e também pensar na minha independência financeira”, disse Tânia.

Quando a mudança aconteceu 

Uma mulher que tinha uma fábrica na calçada onde ela vendia disse que não queria mais ela lá.

Foi nesse momento que Tânia percebeu que precisava dar um novo passo e começou a pesquisar lugares para alugar.

Depois de 4 anos vendendo na rua, finalmente abriu a loja.

“Foi quando entrei no centro empresarial e vi algumas lojas para alugar e resolvi perguntar como funcionava, e quando vi já estava negociando o ponto” lembra ela.

Inspiração 

Agora, Tânia também ajuda outras pessoas que querem empreender.

Nas redes sociais, ela compartilha dicas de como abrir o próprio negócio, mesmo investindo pouco.

“Tenho 17 anos e vou começar a vender pipoca doce de leite ninho, para juntar dinheiro para minha faculdade. Te desejo tudo de bom porque suas dicas me encorajaram muito”, disse uma internauta.

E assim ela deixa seu exemplo e inspira seus seguidores!

Nas redes sociais Tânia compartilhou toda a tragetória: 

 

Artigo anterior“O Poder do Autocontrole: Dominando as Rédeas da Vida”
Próximo artigoEducação -Taguatinga terá duas novas creches para atender em período integral