Deputado Federal Luis Miranda aprova PL410/22 de sua autoria, que autoriza a modificação de veículos sem previa consulta no Detran

0
125

Autor do Projeto de lei PL 410/22 o deputado Federal Luis Miranda do Republicanos que vai concorrer na eleição esse ano por São Paulo,  conseguiu uma Vitória por unanimidade que autoriza a modificação de veículo, na Comissão de Viação e Transportes.

Agora o Brasil está a poucos passos de faturar bilhões com esse setor e gerar milhões de empregos, assim como já fazer os Estados Unidos, Europa e Japão.

O projeto vai para a CCJC onde será analisada a Constitucionalidade, que sabemos que é constitucional, e estará aprovado em definitivo na Câmara dos Deputados!

Entenda o projeto de de Lei (PL) 410/22

O Projeto de Lei (PL) 410/22,  pretende extinguir a prévia autorização exigida para a modificação de veículos no Brasil. Atualmente, ninguém pode fazer mudanças nas características de fábrica de um automóvel sem essa permissão, que é dada pelos Detrans.

O PL altera a Lei nº 9.503 do Código de Trânsito Brasileiro, de 1997, artigo 98: “Nenhum proprietário ou responsável poderá, sem prévia autorização da autoridade competente, fazer ou ordenar que sejam feitas no veículo modificações de suas características de fábrica”.

Uma das justificativas , traz que a dimensão psicológica deve ser observada além da função fundamental dos veículos (proporcionar o deslocamento de pessoas e cargas de forma eficiente). Isto é: importam também coisas além da função, coisas que as pessoas que mexem nos carros adicionam.

Dimensões psicológicas ao modificar veículos

É colocado que carros esportivos, motocicletas, jipes, entre outros, além de incitar emoções positivas, “propiciam o desenvolvimento da cadeia produtiva associada à indústria automobilística. Induz-se a fabricação de peças e acessórios, geralmente de qualidade superior à média”.

Outro ponto no texto trata da estimulação da criação de novos designs, projetos “e até cores para pintura externa”. Os veículos off-road também são citados no projeto em tramitação na Câmara com relação à maior liberdade nas modificações, sendo ela benéfica para a necessidade de alterações na suspensão ou de rodas e pneus com dimensões maiores.

Pelo texto, continua sendo obrigatório informar ao Detran quais modificações foram feitas nos carros antes de botar eles de volta na rua, para poder atualizar o Renavam.

Deixe uma resposta