Três torcedores do Valencia que cometeram racismo contra Vini Jr. são condenados a oito meses de prisão

0
296

Foi anunciado pela La Liga nesta segunda-feira que três torcedores do Valencia foram condenados a oito meses de prisão por conta de ofensas racistas contra o brasileiro Vinicius Júnior, do Real Madrid, durante um jogo no Estádio de Mestalla, no dia 21 de maio de 2023.

Além da prisão, os culpados terão que pagar multas e estão proibidos de entrar em qualquer estádio de futebol onde sejam disputados jogos de La Liga ou da seleção espanhola.

Na nota divulgada pela entidade espanhola, foi informado que, durante a audiência, os acusados leram uma carta de desculpas ao Vinicius Júnior, ao Real Madrid e à La Liga. O presidente de La Liga, Javier Tebas, celebrou a primeira condenação deste tipo proferida na Espanha.

“Esta decisão é uma ótima notícia no que diz respeito à luta contra o racismo na Espanha, pois repara o mal sofrido por Vinicius Jr. e envia uma mensagem clara às pessoas que vão a um estádio de futebol para lançar abusos. A LaLiga irá identificá-los, denunciá-los e haverá consequências criminais para eles”, disse.

A condenação ocorre após pouco mais de um ano do ato. Javier Tebas lamentou a demora da justiça, mas ressaltou que a Espanha garante a “integridade judicial”.

“Entendo que possa haver alguma frustração com o tempo que leva para que estas sentenças sejam proferidas, mas isso mostra que Espanha é um país que garante a integridade judicial. Como tal, nós da La Liga só podemos respeitar o ritmo da justiça, mas mais uma vez exigir que a legislação espanhola evolua para que a La Liga tenha poderes sancionadores que possam acelerar a luta contra o racismo”, falou.

Artigo anteriorHomem que atirou 5 vezes na ex é condenado a indenizá-la em R$ 50 mil
Próximo artigoPromessas do Surf: esses são brasileiros que brilham no ranking mundial júnior